SURROGACY COSTS
LEGAL PROCESS
MEDICAL PROCESS
Financing
LGBT SERVICES
SURROGATE PARENTS FAQ


PERGUNTAS?


CONTATE UM ESPECIALISTA


ESCRITÓRIO EM HOUSTON


  • 2950 North Loop West
    Suite 500
    Houston, TX 77092
  • 713.952.4772
  • Mon – Thur  |  8:00 AM – 5:00 PM (CST)

  • Friday  |  8:00 AM – 4:00 PM (CST)


SOCIAL



Fertilização in Vitro (FIV)




A Fertilização in Vitro (FIV) é um método de reprodução assistida em que óvulos são coletados dos ovários da mulher e inseminados com o sêmen do homem em um tubo de ensaio. Os óvulos fertilizados são cultivados em laboratório por alguns dias e depois transferidos para o útero da mulher, com a esperança de que irá se implantar no revestimento uterino e continuar a se desenvolver. Um ciclo de fertilização in vitro leva em média de 6 a 8 semanas, dependendo das circunstâncias.

A descrição abaixo é a respeito de um ciclo de fertilização in vitro padrão e destina-se apenas para fins informativos. O protocolo médico para o seu ciclo de fertilização in vitro varia dependendo da sua situação médica particular e de seu médico especializado em fertilização in vitro. Você precisa discutir os detalhes do seu plano de tratamento com seu médico especializado em fertilização in vitro para entender exatamente o que estará envolvido no se ciclo de FIV.

Em acordos de gestação de substituição e de doação de óvulos, nem todos os participante terão que passar por todas as fases de tratamento descritas abaixo. Em um acordo de gravidez de substituição, a substituta não irá submeter-se à fases de estimulação/coleta mas sim completar uma transferência de embriões. Por outro lado, uma doadora de óvulos irá submeter-se às fases de estimulação/coleta, mas não estará envolvida em uma transferência de embriões.


PASSO 1: CICLO MENSTRUAL E SUPRESSÃO HORMONAL




O ciclo de fertilização in vitro irá começar no primeiro dia do período menstrual que seja mais próximo do tratamento de FIV agendado pelo paciente. Uma vez que o período começar, o médico especializado em fertilização in vitro geralmente dará aos pacientes contraceptivos orais para regular os níveis hormonais e limitar o desenvolvimento de cistos. Os contraceptivos são geralmente tomados por duas a quatro semanas. Por volta da segunda semana, a paciente começará com injeções subcutâneas diárias (doses) de uma medicação (Lupron) para completar a sua pre-estimulação de supressão ovariana. Essas injeções normalmente duram duas semanas.


PASSO 2: ESTIMULAÇÃO OVARIANA




Durante esta fase, a paciente começa a tomar um medicamento de fertilidade ou mais para estimular os ovários a produzir vários óvulos maduros (tipicamente de 7 a 15) em vez do único óvulo que normalmente se desenvolve a cada mês. A dosagem e o tipo de medicamento irá variar dependendo da clínica de fertilização in vitro e da resposta da paciente aos medicamentos. Estes medicamentos geralmente são administrados por doses subcutâneos diárias por 8 a 12 dias. Enquanto ela estiver recebendo suas injeções para fertilidade, a paciente será monitorada por exames de ultra-som para ver o tamanho e o número de folículos em desenvolvimento e por exames de sangue para medir os níveis de estrogênio. Folículos ovarianos são pequenos sacos cheios de líquido nos ovários onde crescem os óvulos. Cada folículo prende tipicamente um óvulo. As pacientes terão de 4 a 5 visitas durante de monitoramento nesse período.


PASSO 3: COLETA DE ÓVULOS E FERTILIZAÇÃO




Uma vez que os exames de ultra-som mostram que os folículos são grandes e quase maduros, a paciente é dada uma dose de estímulo para estimular a maturação dos óvulos. A ovulação ocorre normalmente em cerca de 48 horas após esta injeção, então a coleta de óvulos será agendada para ocorrer um pouco antes da ovulação ocorrer (normalmente de 34 a 36 horas).

A coleta de óvulos é geralmente feita usando uma agulha fina e oca guiada por ultra-som. A coleta é um procedimento levemente invasivo que muitas vezes é feito sob anestesia leve. Quando os folículos maduros são encontrados nos ovários, os óvulos são delicadamente retirados dos folículos através da agulha por um dispositivo de sucção. A menos que eles sejam congelados, os óvulos são fertilizados com o sêmen nas horas seguintes de sua coleta e colocados em uma incubadora. Levam-se de 3 a 5 dias para os óvulos fertilizados sejam testados para viabilidade. Qualquer embrião viável será congelado ou uma transferência de embriões “frescos” será agendada.


PASSO 4: TRANSFERÊNCIA DE EMBRIÕES




O embriologista de sua clínica de fertilização in vitro irá monitorar seus embriões e, se eles estiverem se desenvolvendo normalmente, a transferência do embrião será agendada de 3 a 6 dias após a coleta do óvulo. No entanto, se você solicitou que o PGT (teste genético pré-implante) seja realizado em seus embriões, os embriões serão muitas vezes congelados (criopreservados) enquanto aguardam-se resultados do teste. Nesse caso, embriões aprovados no PGT serão descongelados e transferidos em uma data posterior.

O procedimento de transferência de embrião é curto (geralmente cerca de 10 a 20 minutos) e é geralmente indolor. Os embriões são transferidos para o útero da paciente, usando um tubo minúsculo e delgado guiado por ultra-som. Em decorrência de uma gravidez múltipla ser considerada como de alto risco, atualmente é comum a transferência de apenas um único embrião viável. Este é especialmente o caso com embriões testados via PGT. Muitos especialistas em fertilidade recomendam de 24 a 48 horas de repouso após a transferência.


PASSO 5: TESTE DE GRAVIDEZ E CONFIRMAÇÃO




A substituta realizará um exame de sangue para gravidez cerca de duas semanas após a transferência do embrião. Durante este tempo, ela receberá a prescrição dos medicamentos necessários para fornecer suporte hormonal para uma gravidez.

Um exame de sangue para gravidez positivo geralmente é confirmado por um segundo exame sanguíneo. Duas semanas depois, uma ultra-sonografia irá identificar uma gravidez normal e será capaz de detectar o batimento cardíaco do novo embrião. Se tudo correr bem, no final do primeiro trimestre da gravidez a substituta será encaminhada a seu obstetra para um pré-natal padrão. Para substitutas de fora da cidade, este encaminhamento normalmente ocorre muito anteriormente (mediante a confirmação da gravidez por ultra-som).

Apesar das taxas de sucesso da fertilização in vitro continuarem a melhorar, muitas vezes pode-se levar dois ou mais ciclos de fertilização in vitro para uma gravidez saudável ser iniciada.
Informações mais detalhadas podem ser encontradas para todos os tópicos relacionados com a fertilização in vitro em “News and Publications” em reproductivefacts.org, fornecido pela Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva.